Pesquisar este blog

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Boavista Shopping promove feira de adoção de cães em parceria com ONG




Em mais uma super edição, o Boavista Shopping realiza neste sábado, 24 de fevereiro, uma feira de adoção de cães em parceria com a ONG Aliança com a vida. A adoção é gratuita e acontece das 12h às 18h no Piso G4, em frente ao Bradesco.

A pessoa interessada em adotar um dos animais passa por entrevistas com voluntários da ONG, precisa ter residência fixa, preencher um termo de compromisso, manter contato e aceitar visita da ONG.  

A previsão é que estejam disponíveis 14 cães para adoção, sendo oito filhotes de quatro meses. Todos os animais estão vermifugados e os adultos castrados. Por serem novos, os filhotes ainda não passaram pelo procedimento e recebem um vale-castração para ser realizado mais para frente e gratuitamente pela veterinária da ‘Aliança com a vida’.

“Apoiamos essa iniciativa por acreditar que a adoção é um ato de amor e todos ganham um lar com mais carinho e felicidade”, explica Márcia Campioto, gerente de Marketing do Boavista Shopping. Outra novidade do empreendimento aos apaixonados por animais de estimação é a inauguração do petshop ‘Patinhas & Cia’. Previsto para abrir em 28 de fevereiro no piso BG do Boavista Shopping, o local vai oferecer diversos produtos para os pets, serviços como banho e tosa, além de atendimento veterinário. 


Sobre a ONG - A ‘Aliança com a vida’ é uma entidade sem fins lucrativos que há mais de 20 anos realiza trabalho de cuidado aos animais abandonados e em 2009 foi formalmente fundada. É formada por um grupo de pessoas apaixonadas por cachorros com o objetivo de transformar a realidade de cães rejeitados e abandonados. A entidade possui ainda um abrigo para os cães resgatados com capacidade para cerca de 200 animais. Esta será a quarta edição de eventos de adoção da ONG em parceria com o Boavista Shopping.





Evento de adoção de cães - Boavista Shopping e ONG Aliança com a Vida
Quando: 24 de fevereiro de 2018 (sábado)
Horário: 12h às 18h
Onde: Piso G4, em frente ao Bradesco – Rua Borba Gato nº 59 - Santo Amaro - São Paulo/ SP
Adoção gratuita


 

No calor as pulgas e carrapatos se proliferam com maior facilidade. Fique de olho!



Alguns cuidados precisam ser tomados para garantir a saúde e bem estar dos animais


O Verão é um período muito gostoso para curtir um passeio com os pets, não é mesmo? Prova disso é que os parques e praças sempre ficam cheios durante essa época do ano. Porém, junto com essa estação vem o calor, e, ele traz alguns probleminhas como os ectoparasitas.

Carrapatos e pulgas precisam ser combatidos, pois, além da coceira muitos outros problemas podem prejudicar o animal. “Em alguns casos podem ocorrer: apatia, diminuição de apetite, desenvolvimento de enfermidades como anemias, micoplasmose em gatos (ocasionada pela picada de pulga infectada) e as temidas hemoparasitoses em cães (transmitidas por carrapatos infectados), as quais necessitam de tratamento medicamentoso, e em casos mais graves, além de medicamentos, transfusão sanguinea, explica a Dra. Milena Guimarães, médica veterinária do Hospital Veterinário Cão Bernardo.

 E, vale ressaltar, que nenhum pet está livre, pois em algum momento eles poderão ir passear com os proprietários ou frequentar pet shops. Além disso, nós mesmos podemos carregar esses ectoparasitas em roupas e sapatos. Também é possível que em residências vizinhas, caso haja infestação de carrapatos, eles possam vir por muros e corredores de apartamentos ou proximidades de portas e portões. Por isso, mesmo que o seu bichinho não fique solto ou freqüente locais públicos é preciso ter cautela.

 Para tratar de pulgas é recomendado o uso de medicamentos mensalmente, seja via oral, sprays ou top spot. Já para carrapatos os cuidados precisam ser diferenciados. "Infestação de carrapatos é um pouco mais complexa, além da necessidade de aplicação de medicações seguindo o mesmo esquema do tratamento contra pulgas, há necessidade de avaliação de um médico veterinário para realização de exames como hemograma, 4dx ou mesmo PCR erlichia/babesia, pois os carrapatos passam doenças que se não tratadas poderão ser fatais ao paciente em questão”, afirma a Dra. Milena Guimarães.

 Para finalizar é importante destacar que banhos semanais e higiene do local onde os animais vivem é de extrema importância em todo o ano, e, nessa época é essencial para manter tudo em ordem e poder aproveitar essas estações tão gostosas com sol, descontração e passeios e sem preocupação.





Hospital Veterinário Cão Bernardo


Adotou um filhote? Conheça as vacinas que cães e gatos precisam tomar



A prevenção de doenças é essencial para o animal de estimação crescer forte e saudável


Seguir um calendário vacinal completo e efetivo é fundamental para garantir a saúde e a longevidade do seu animal de estimação, além de impedir a disseminação de doenças como a raiva, a leptospirose ou a giardíase em seres humanos. Vaciná-los preventivamente também evita doenças que podem deixar sequelas nos animais como, por exemplo, a leucemia felina.

Há três tipos de classificação de vacinas: essenciais, complementares (ou não essenciais) e não recomendadas (Tabela 1). “As essenciais devem ser aplicadas em todos os cães e gatos, indiferentemente de raça, tamanho ou idade, pois são vacinas que, em geral, previnem doenças fatais, de grande incidência ou com potencial de passarem aos seres humanos (zoonoses)”, explica o médico veterinário e Gerente Técnico e de Pesquisa Aplicada para Animais de Companhia da Zoetis, Alexandre Merlo.

“As vacinas complementares são indicadas de acordo com a avaliação comportamental do animal, região em que vive e outros fatores, seguindo os critérios do médico veterinário. Já as não recomendadas são, principalmente, aquelas que apresentam poucos estudos clínicos sobre sua eficácia ou que protegem contra doenças pouco relevantes”, complementa.

Alexandre lembra que, na composição de um produto, podem existir componentes vacinais essenciais e não essenciais, por isso é importante consultar sempre o médico veterinário.

 



Quando vacinar?

Cães e gatos devem ser vacinados nas primeiras seis a oito semanas de vida. As vacinas são repetidas a cada três a quatro semanas, até que o animal tenha 16 semanas ou um pouco mais.  É muito importante respeitar as recomendações da bula das vacinas na hora de adotar um protocolo vacinal, o qual pode ser individualizado pelo médico veterinário.

Uma parte integrante da vacinação dos filhotes de cães e gatos é a vacina de "reforço", que é tradicionalmente aplicada aos 12 meses de idade ou 12 meses após a última vacina da série primária. O principal objetivo é assegurar a proteção imunológica do animal.

“A vacinação em filhotes é de suma importância para que cresçam saudáveis e evitem certas doenças na fase adulta. A vacinação deve ter reforço anual e ser sempre orientada pelo médico veterinário. A prevenção é um dos principais caminhos para o bem-estar do animal”, salienta Alexandre Merlo.

Confira algumas doenças que acometem cães e gatos e saiba como preveni-las:




Proteção Garantida

Para oferecer maior tranquilidade aos médicos veterinários, a Zoetis possui o programa Proteção Garantida. De acordo com o programa, caso um animal tenha sido vacinado contra determinada doença, utilizando os produtos da empresa, e posteriormente for diagnosticado com a mesma doença, a Zoetis dará o suporte necessário para ao médico veterinário responsável pelo animal, a realização dos exames laboratoriais e despesas relacionadas ao tratamento (internações e medicações) nos casos devidamente comprovados e de acordo com o regulamento do programa*.

Conforme conta Fabiana Avelar, Gerente de Produto de Animais de Companhia da Zoetis, o programa Proteção Garantida é mais uma forma da Zoetis apoiar os veterinários, trazendo mais segurança e confiança na hora da vacinação. “Com esse programa, nosso objetivo é oferecer vacinas de qualidade e também tranquilidade ao profissional veterinário em relação aos animais de estimação sob os seus cuidados, os quais sabemos que são considerados membros de tantas famílias. Além disto, o programa promove o diálogo com o proprietário e a conscientização da vacinação para prevenir importantes doenças, muitas delas zoonoses que podem contagiar as pessoas,  garantindo longevidade e bem estar aos animais.”


*Todas as informações se encontram no regulamento do programa. O programa é destinado única e exclusivamente aos médicos veterinários. 




Zoetis - 0800 011 19 19



Posts mais acessados