Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Psicóloga clínica fala sobre o protagonismo do medo e das reações do inconsciente



Lizandra Arita sugere algumas estratégias para superar as fobias


Diferente da visão que muitas pessoas têm, o medo é uma sensação natural do ser humano. Normalmente, ele é desencadeado por algumas causas que podem gerar consequências. Este sentimento faz parte do subconsciente, isto é, um produto gerado a partir de reações produzidas pela mente diante de uma situação real ou projetada, que acaba produzindo uma sensação de desconforto e apreensão. 

Na visão da psicóloga Lizandra Arita, há duas maneiras de melhorar este sentimento: a primeira delas, é analisar de que forma tudo começou e tentar eliminar as sensações; já a segunda, baseia-se em adquirir confiança a partir do momento em que os motivos desencadeantes sejam desvendados.  

Segundo a psicoterapeuta, quando o controle da própria vida é reassumido, o sentimento de medo deixa de ser o guia dos passos. Na opinião de Lizandra, a autoconfiança é a peça chave para que as pessoas sejam capazes de lidar com os medos. Além disso, é preciso identificar as situações que afetam o inconsciente negativamente para enfrentá-las. “O medo não pode assumir a vida de ninguém.

Desse modo, é proibido que ele se torne um protagonista frequente em nossa vida e boicote toda e qualquer ação. Em casos mais graves, é fundamental que a pessoa procure ajude profissional”, conclui a psicóloga. 




Lizandra Arita - Especializada em Programação Neurolinguística, Hipnose e Auto-Hipnose, Rebirthing (método de respiração consciente), Psicodinâmicas e Gerenciamento de Emoções e Conflitos.  Atua, em tratamentos de depressão, ansiedade, processos emocionais ou comportamentais, fobias, pânico e Transtornos Obsessivos Compulsivos (TOC). Graduada pela Universidade Bandeirantes de São Paulo, a psicoterapeuta Lizandra Arita tem experiência em Psicologia Clínica e Institucional pelo Hospital Vera Cruz.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados