Pesquisar Blog Jornal da Mulher

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

58% dos brasileiros ficam deprimidos nos primeiros dias após as férias



 Segundo pesquisa da momondo, sentimento é mais comum em jovens entre 23 e 35 anos e afeta mais mulheres

Para recuperar o ânimo, brasileiros voltam antes da viagem e adotam atitudes como dormir mais, passar mais tempo com família e amigos e pesquisar novos destinos


As férias de julho chegaram ao fim e muitas pessoas já voltaram ou devem voltar à rotina nos próximos dias. Entretanto, para muita gente, o retorno à vida cotidiana depois de viajar não é um período fácil. De acordo com um estudo* da momondo, buscador de passagens aéreas e reservas de hotéis, 58% dos brasileiros se sentem tristes ou desanimados na hora de retomar as atividades diárias.

Viajantes entre 23 e 35 anos são os mais afetados pelo desânimo pós-férias. Nesta faixa etária, 64% das pessoas ficam para baixo ao retornar de viagem. No geral, as mulheres são mais impactadas por esse sentimento. Enquanto 53% dos homens ficam deprimidos nesse período, entre o público feminino esse índice é de 64%. A boa notícia é que os brasileiros estão reagindo melhor em relação a isso se comparado a 2016. No ano passado, 62% da população afirmava não ficar muito bem nos primeiros dias depois das férias.

Para tornar mais fácil o retorno aos compromissos do cotidiano, 30% dos brasileiros voltam de viagem alguns dias antes das férias acabarem. Outra atitude muito comum é priorizar mais tempo para si mesmo a fim de relaxar (30%). Pesquisar novos destinos e já começar a planejar as próximas férias é a opção para 26%. Além disso, 25% dormem mais que o normal para recuperar as energias e 24% procuram passar bons momentos em família ou com amigos.

“Voltar à rotina depois de dias incríveis de viagem não é mesmo muito fácil. E não são só os brasileiros que ficam para baixo nesse período. Globalmente, 47% dos viajantes afirmam se sentirem assim. Outro fato interessante é que, independente da nacionalidade, as pessoas adotam atitudes muito parecidas para retornar a rotina. Cuidar do bem estar e se cercar de pessoas queridas são ações que ajudam muito. E sem sombra de dúvidas, a parte boa desse momento é que é hora de começar a planejar as próximas férias”, comenta Pedro Correia, responsável pela operação da momondo no Brasil.

Como os viajantes de outros países se sentem ao retornar das férias

Embora os brasileiros fiquem bem desanimados ao voltar à rotina, há nacionalidades que se sentem ainda mais para baixo. Os que mais sofrem são os poloneses (66%), os britânicos (65%) e os turcos (64%). Mas há também os que praticamente não se abalam. Nesta categoria, a China sai na frente. Por lá, 75% da população retorna às atividades diárias sem maiores problemas.  Os austríacos (61%) e os alemães (58%) também encaram o retorno com tranquilidade.





*Os dados foram retirados da edição 2017 da pesquisa International Travel Survey, da momondo. O estudo analisa os hábitos de viagem de homens e mulheres, entre 18 e 65 anos, no Brasil e em mais 22 países, incluindo Áustria, Austrália, Bélgica, Canadá, China, Alemanha, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Itália, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Romênia, Suécia, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos.




momondo




Nenhum comentário:

Postar um comentário