Pesquisar este blog

domingo, 19 de novembro de 2017

1.8 bilhão de pessoas continuam bebendo água potável sem proteção contra a contaminação por fezes




No âmbito do Dia Mundial do Banheiro, a Fundação We Are Water, uma iniciativa da Roca, alerta para a falta de acesso de milhões de pessoas ao saneamento básico e higiene.

- “A jornada do cocô” é o tema escolhido pelas Nações Unidas como uma campanha de conscientização para celebrar o Dia Mundial do Banheiro.

- A Fundação entra em ação por meio de campanhas de conscientização e projetos de cooperação para reduzir os efeitos negativos derivados deste problema.- 
Barcelona, Novembro de 2017. - O Dia Mundial do Banheiro é comemorado no dia 19 de novembro, declarado um dia internacional pelas Nações Unidas com o objetivo de sensibilizar as pessoas sobre esta questão. A Fundação We Are Water, ciente da situação sofrida por milhões de pessoas ao redor do mundo, alerta sobre o problema existente de saneamento e higiene.

Atualmente, os dados são alarmantes em nível mundial:

- 80% da água de efluentes geradas pela sociedade retorna ao ecossistema sem ser tratada ou reutilizada.
- 1.8 bilhão de pessoas utilizam uma fonte de água potável sem nenhuma proteção contra a contaminação por fezes.

- Apenas 39% da população mundial (2.9 bilhões de pessoas) utiliza um serviço de saneamento gerenciado com segurança, ou seja, que as fezes são eliminadas com segurança no local ou tratadas externamente.

  - Cerca de 60% da população mundial – 4,5 bilhões de pessoas -, não possuem um banheiro em casa ou têm um que não gerencia com segurança as secreções. 

 - 869 milhões de pessoas ao redor do mundo defecam a céu aberto e não possuem um banheiro disponível. 

- As ações para garantir o uso de água não contaminada, uma boa higiene ou a melhoria do saneamento poderiam evitar cerca de 842 mil mortes todos os anos.


A Fundação We Are Water, que atua em colaboração com diferentes ONGs para melhorar as instalações de saneamento nos países em que isso é um problema, ou até mesmo um tabu, e desenvolver planos educacionais para trabalhar sobre os hábitos de higiene, irá apresentar seu novo “Manual de construção de banheiros e poços”, que inclui todas as características necessárias para garantir a eliminação segura, responsável e adequada de resíduos, no âmbito do Dia Mundial do Banheiro.   

Depois de mais de 7 anos visitando e desenvolvendo diferentes projetos de saneamento no mundo todo, a Fundação We Are Water obteve uma vasta experiência que, juntamente com a orientação técnica da Roca, permitiu a realização deste “Manual de construção de banheiros e poços”, que visa proporcionar soluções eficientes, autossuficientes, sustentáveis, de baixo consumo de água e baixo custo, a fim de melhorar a vida de milhões de pessoas.

Desde o início, a Fundação aumentou muito a sua atividade e realizou projetos de cooperação em mais de 21 países no mundo todo, especialmente com foco no sul da Ásia e África subsaariana, que reúnem 1.648 bilhão de pessoas sem acesso a um saneamento adequado. A maioria dos projetos, com o objetivo de atenuar os efeitos negativos da falta de recursos hídricos adequados, continua ativa atualmente. Mais de 540 mil pessoas se beneficiaram destes projetos.  

Você pode verificar os projetos no site: http://www.wearewater.org/es/




Sobre a Fundação We Are Water
A Fundação We Are Water possui dois principais objetivos em mente. O primeiro é promover a conscientização e incentivar o debate entre o público e as organizações sobre a necessidade de criar uma nova cultura para a água, a fim de permitir o desenvolvimento equitativo e gestão sustentável dos recursos hídricos do mundo. O segundo é realizar uma série de ações para combater os efeitos negativos da falta de recursos hídricos adequados. Os campos de atividade da fundação incluem o envolvimento em infraestrutura, educação, saúde e pesquisa, concentrados nas áreas mais desfavorecidas do mundo.





Cinco razões para não mexer nas espinhas



Dermatologista e gerente médica da Biolab dá dicas para auxiliar no controle da acne


As espinhas são temidas principalmente pelos jovens, já que a acne se manifesta mais comumente na puberdade. No entanto, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), a acne não é exclusiva dessa faixa etária, podendo atingir jovens e adultos com mais de 40 anos. Quando elas surgem o desespero é tão grande que a maioria das pessoas acabam caindo no erro de espremê-las.

“Quando há uma tentativa de remoção da acne ou “espinha”, como é popularmente conhecida, sem o auxílio de um especialista o quadro de inflamação pode se agravar, o aspecto da lesão pode piorar, há um aumento do risco de cicatrizes indesejáveis e de infecções, entre outros fatores”, explica Andréa Rosato, dermatologista e gerente médica da Biolab Sanus Farmacêutica.
“A limpeza de pele consiste na remoção dos comedões (“cravos”), enquanto as espinhas “inflamadas” não devem ser manipuladas durante este procedimento”, complementa a dermatologista.

Além disso, ela deixa algumas recomendações gerais em relação aos cuidados da pele com acne.

Confira:

1.Evite manipular as lesões – A acne, ou espinha, como é conhecida popularmente, é uma dermatose com várias causas, sendo uma delas a inflamação. “Não devemos mexer em lesões inflamadas por conta própria. Além de piorar o quadro de inflamação, o local poderá ficar mais sensível e poderá haver o aparecimento de “manchas”, explica a Dra. Andréa.   

2.Sobre as manchas e cicatrizes – A manipulação pelo próprio paciente ou conhecidos, quando não treinados, pode levar a complicações como “manchas” e cicatrizes. “É fundamental procurar orientação médica logo no início do quadro. O tratamento precoce ajuda a amenizar a acne e prevenir o aparecimento de cicatrizes e manchas”, comenta a dermatologista.

3.Evite que haja uma piora da acne – A “espinha” que for removida de maneira inadequada pode evoluir para um quadro infeccioso, agravando o quadro inicial e, assim, poderá haver necessidade de cuidados específicos.  

4.Confie nos profissionais treinados – Existem profissionais, geralmente esteticistas, capacitados para realizar a remoção dos comedões (conhecidos como “cravos”) de maneira correta. “A limpeza de pele, quando realizada por um profissional treinado e de confiança, tem papel importante para ajudar no controle da acne minimizando o risco do aparecimento das “marcas”, além de auxiliar no tratamento dermatológico proposto em casos específicos”, orienta a dermatologista.

5.Prevenção é o melhor caminho – Ascicatrizes decorrentes da acne possuem tratamento, porém, em alguns casos pode ser necessário um tratamento longo, com custo elevado e com resultados limitados. “O ideal é prevenir as cicatrizes buscando um tratamento precoce e correto, além de evitar a manipulação das espinhas de modo inadequado”, complementa.

 Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.




BIOLAB

Fonte:  Dra. Andréa Rosato  




CONHEÇA CINCO ALIMENTOS ALIADOS DA SAÚDE DA PELE



Confira quais opções você deve incluir no seu cardápio para manter a pele hidratada e saudável


Não é segredo para ninguém que uma alimentação saudável e equilibrada faz total diferença na manutenção da saúde do corpo. E com a pele não é diferente. Porém, nem todos sabem que essa prática também traz diversos benefícios estéticos. “Certos alimentos são verdadeiros aliados da boa aparência, pois possuem nutrientes e vitaminas que ajudam a deixar a pele mais saudável, bonita e hidratada. Além de prevenir o envelhecimento precoce e melhorar a elasticidade”, afirma Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis.

Segundo a especialista, o ideal é investir em frutas, vegetais, legumes e sementes. “Outro quesito importante quando falamos de pele é a questão da hidratação. Ingerir ao menos dois litros de água ao dia também ajuda a eliminar as toxinas e proporciona uma pele mais macia e iluminada”.

Confira, segundo a nutricionista e consultora da Superbom, cinco alimentos que contribuem (e muito!) para a saúde da pele:

Pepino
Famoso por combater olheiras, o pepino contrai os vasos sanguíneos e reduz o tom escuro da área dos olhos. “Isso se dá por conta de sua baixa temperatura e da significativa quantidade de ácido fólico, o que causa um aspecto renovado do rosto”, explica Cyntia.

Manga
A manga fornece mais de 80% da necessidade diária de vitamina A, que possui função antioxidante e combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento da pele. “A fruta ainda é capaz de regenerar a cútis, evitar rugas e linhas de expressões”, pontua.

Laranja
Excelente fonte de vitamina C, a fruta cítrica auxilia na formação do colágeno da pele, além de combater gripes e resfriados. “O consumo diário dessa vitamina auxilia na elasticidade e firmeza da pele, o que retarda o envelhecimento. Tangerina, abacaxi, maracujá e limão são outras opções”.

Linhaça
As sementes estão entre as principais fornecedoras de ômega 3, uma gordura essencial parar manter a pele saudável. “O Ômega 3, com seus ácidos graxos essenciais e propriedades anti-inflamatórias, auxilia no tratamento e na prevenção de doenças de pele como psoríase, acne e alergias, reduz a vermelhidão, as rugas e a perda de tonalidade”, destaca a consultora da Superbom.

Aipo
É fonte natural de sódio, potássio e água, que evitam o ressecamento da pele. “Além disso, possui pouquíssimas calorias e contém vitamina K, que ajuda a prevenir hipertensão e reduz níveis de estresse”.

O que evitar
Por fim, a nutricionista informa que é preciso deixar de lado ou reduzir a ingestão de frituras, alimentos gordurosos e com excesso de açúcares. “Isso irá diminuir a quantidade de toxinas corporais e, consequentemente, melhorar a qualidade da pele. As bebidas alcoólicas, que causam desidratação, também devem ter o consumo controlado”, conclui.




Superbom



 

1.8 bilhão de pessoas continuam bebendo água potável sem proteção contra a contaminação por fezes

No âmbito do Dia Mundial do Banheiro, a Fundação We Are Water, uma iniciativa da Roca, alerta para a falta de acesso de milhões de pe...