Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Poupar 10% do salário ajuda nas despesas em caso de desemprego





Atualmente, para comprar a sua casa própria, o carro que você deseja, ou até mesmo realizar um sonho é preciso poupar dinheiro em tempos de crédito caro e o melhor caminho é muito simples: comece agora a guardar ao menos dez por cento do seu salário todo mês. Essa espécie de "contribuição a si mesmo" é fundamental para chegar à realização dos sonhos e melhorar a vida financeira.

“Vivemos um bombardeio de informações de consumo e em um clique é possível comprar algo pela Internet. Com isso as pessoas não se planejam, não se perguntam se precisam realmente comprar aquilo naquele momento, se é prioridade.” A reflexão é de Rogério Muracca, superintendente executivo de controladoria e finanças da Central Nacional Unimed e pós-graduado em administração financeira e contábil. Foi dele a ideia de ministrar palestras de educação financeira aos colaboradores da CNU, para ajudá-los a controlar seus gastos e aprender a investir.

Muracca diz que a cultura de controlar gastos e de poupar “tem de se tornar hábito”. Acrescentou, porém, que os mais jovens “nem sempre se preocupam com isso, pois são imediatistas”. Só que no futuro eles vão querer ter uma poupança, então é melhor começar já. Se a pessoa conseguir poupar 10% do salário, mensalmente, explica Muracca, já será o bastante até para segurar as despesas em uma situação de desemprego. Outra recomendação útil e na verdade um lembrete: os 10% de poupança ajudam a realizar um sonho mas poupar cerca de 20% dos rendimentos ajudará a planejar a independência financeira, especialmente para os profissionais liberais que devem sempre ter no mínimo seis meses de poupança em caso de desemprego ou crise, além de uma aplicação ou previdência privada. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados