Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Dicas para pais e professores se assegurarem que a visão das crianças está em dia



Doenças oculares comuns como miopia, estrabismo, olho preguiçoso, quando não são tratadas na infância podem causar  deficiência visual permanente


Boa visão e boa saúde geral são vitais para o aprendizado. A Academia Americana de Oftalmologia está enfatizando a importância de uma visão saudável para o sucesso acadêmico. “Pais, professores e as próprias crianças precisam estar vigilantes sobre a saúde dos olhos para que os problemas de visão sejam precocemente identificados e tratados”, defende o oftalmologista Virgílio Centurion (CRM-SP 13.454), diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares. Segundo a entidade, os olhos saudáveis ​​e boa visão, implicam em:

01)   Exames oftalmológicos regulares na infância: os olhos das crianças crescem e mudam rapidamente. Fazer exames oftalmológicos regulares é um passo importante na detecção e na correção de problemas oculares. Além dos exames nos recém-nascidos, a Academia Americana de Oftalmologia recomenda ainda exames visuais para as crianças quando elas:

·         Entram na idade pré-escolar, entre 3 anos e 3 anos e meio;
·         Ao iniciar cada ano escolar;
·         Ao se queixarem de um possível problema de visão.

“Para as crianças em idade escolar, exames regulares de visão são fundamentais para assegurar o aprendizado. Se o rastreio detectar um problema, a criança pode iniciar o tratamento precocemente e evitar complicações mais graves”, afirma o oftalmopediatra Fabio Pimenta de Moraes (CRM-SP 124.321), que também integra o corpo clínico do IMO.


02)   Conhecer e compartilhar seu histórico de saúde ocular familiar: todos devem saber sobre as condições oculares ou doenças que acometem sua família. Os pais devem compartilhar essas informações com o oftalmologista. “Doenças oculares comuns como miopia, estrabismo, olho preguiçoso, quando não são tratadas na infância podem causar prejuízos à visão para toda a vida”, diz o oftalmopediatra.

03)   Preste atenção aos sinais de problemas oculares: “os pais devem estar alertas para os sintomas que podem indicar um problema ocular ou de visão, tais como queixas de fadiga ocular, dores de cabeça, apertar os olhos ao ler ou realizar outras atividades comuns. Outros sintomas que podem indicar problemas: coloração branca ou branca-acinzentada na pupila, um olho que desvia para  dentro ou para fora ou olhos que não apresentam sincronia nos movimentos ”, orienta Fabio Moraes.

04)   Usar óculos de proteção durante a prática de esportes: “as lesões oculares decorrentes da prática de esportes podem causar sérios danos, seja por uma batida de cotovelo durante o basquetebol ou uma pancada de um taco de hóquei. Se o seu filho pratica esportes com raquete ou de contato - hóquei, hóquei em campo, beisebol ou o basquete - considere o uso regular dos óculos de proteção certificados”, recomenda o oftalmopediatra.


"A boa visão é vital para o sucesso dentro e fora da sala da aula. As crianças que não podem ver a lousa ou a bola na aula de educação física podem ter momentos difíceis e ficarem frustradas. No entanto, tomando precauções simples e realizando exames oftalmológicos regulares é possível garantir às crianças um aprendizado saudável ​​e qualidade de vida”, defende Virgílio Centurion.



IMO, Instituto de Moléstias Oculares


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados