Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Nutricionista dá dicas de como começar 2016 com o pé direito





 
Experimente novos hábitos e inicie o ano com um estilo de vida mais equilibrado
 
 Na virada do ano, muitas pessoas planejam metas e fazem novas promessas. Um dos objetivos mais comuns nesta época está relacionado à saúde e às mudanças comportamentais no aspecto alimentar, principalmente após as festas de final de ano, quando geralmente há consumo de alimentos mais elaborados e mais calóricos. “A mudança de hábitos e a obtenção de seus benefícios em longo prazo requerem ajustes de comportamento, o que necessita de disciplina e conhecimento. É preciso adquirir hábitos alimentares equilibrados e experimentar um estilo de vida mais saudável, como a prática regular de atividades físicas e menor consumo de álcoo”, afirma a nutricionista Lara Natacci, da DietNet. 
Anote as dicas abaixo e comece o ano cuidando da saúde e fique de bem com o seu corpo.

1.    Faça um café da manhã equilibrado todos os dias
Esta é uma das principais refeições do dia, pois é neste momento que há quebra do jejum e o despertar do seu organismo para enfrentar as atividades do dia a dia. Experimente incluir uma porção de frutas nesta refeição, o que agrega nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo. Além disso, inclua sempre uma opção de carboidratos, de preferência os integrais, como pães, aveia e granola (sem açúcar) e uma opção de proteína, como leite, queijos e bebidas à base de soja com a adição de cálcio.
2.    Dê preferência aos alimentos integrais
Os cereais integrais são ricos em vitaminas, minerais e fibras. Segundo a Academy of Nutrition and Dietetics, com base nos dados atuais, a ingestão de fibras de alimentos integrais apresenta benefícios em termos de controle de peso. Muitos estudos sustentam que o aumento da ingestão deste componente alimentar promove a saciedade e diminui a fome. Alguns exemplos na alimentação são: arroz integral, aveia, farinha de trigo integral, linhaça e gérmen de trigo, entre outros.
3.    Reduza o sal e consuma mais frutas e hortaliças
Diminuir o consumo de sal e alimentos gordurosos, como as frituras e as carnes vermelhas com gordura aparente são medidas importantes para a manutenção da saúde, uma vez que esses componentes, em excesso, são inimigos da saúde cardiovascular. Experimente tirar o saleiro da mesa, preparar seus alimentos com menores quantidades de sal e abusar das frutas e hortaliças. Esses são passos importantes para cuidar da saúde. Aproveite sua próxima ida ao supermercado e encha o carrinho de legumes, vegetais, leguminosas, carnes magras e peixes.
4.    Hidrate-se
A água é o maior componente do corpo humano, ocupando entre 45% e 70% de seu volume, e possui papel importantíssimo na regulação da temperatura corporal. Por isso, hidrate-se! Beba água, chás (sem adição de açúcares), sucos de frutas naturais, águas aromatizadas e também bebidas nutritivas como vitaminas, por exemplo.

5.    Mantenha hábitos de vida saudáveis
Manter o peso adequado é importante para a saúde e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Por isso, inclua exercícios físicos em sua rotina. Ainda, alimente-se adequadamente, com fontes de carboidratos, proteínas e gorduras “boas”. Além disso, aposte nas frutas e verduras. Com o balanço ideal entre a energia que é consumida e a energia que é gasta, há a manutenção do peso, além de mais disposição para o seu dia a dia. Para um plano alimentar detalhado, consulte uma nutricionista.
6.    Devagar e sempre
É muito importante que, nesse início de ano, as metas sejam traçadas e planejadas de forma estruturada e possível. Isto, para que você não só consiga atingir seus objetivos, mas também mantê-los. As metas devem ser possíveis de serem atingidas, para que o cumprimento delas sirva como um estímulo à evolução. Metas impossíveis ou muito difíceis podem levar à frustração. Por isso, vamos comece devagar!.
7.    Estabelecer prioridades é fundamental!
Caso você tenha mais de uma coisa para mudar, mesmo que elas estejam relacionadas, estabeleça prioridades. Quando tentamos realizar várias e diferentes mudanças de uma só vez, dificultamos ainda mais o processo. Isto pode fazer com que desanimemos logo no início, por enfrentarmos vários obstáculos. Uma dica é começar pelo que você considera mais fácil. Quando você alcança um objetivo, mesmo que seja pequeno, você se sente mais motivado, mais capaz para buscar os próximos.
 
SAC AdeS: 0800 707 0044 /sac@ades.com.br

Ano Novo para rever o que tenho de mais valioso: minha essência









O fim de ano chegando e com ele as promessas para 2016. São desejos, sonhos e perspectivas que, por mais simples que sejam, podem mudar consideravelmente nossa vida e ir ao encontro da nossa essência. Por que então, sai ano, entra ano, estes propósitos não se transformam em atitude?


Há muito tempo não falava com uma amiga que prezo profundamente. Tinha o firme propósito de ligar para saber como estava, falar sobre a vida.... Porém o propósito não se transformava em atitude. Até que, para a minha felicidade, recebi uma ligação dela.


Fiquei surpresa ao saber que não estava bem, especialmente por conta de uma depressão profunda, seguida da descoberta de que havia se tornado diabética. Momento difícil…


Mesmo com essa situação, percebi sua voz diferente, esperançosa e consciente sobre a mudança e o esforço que teria de fazer a partir de sua nova realidade, para não deixar a “peteca cair”.


Ela disse algo que me marcou muito: Decidi que vou cuidar de mim e rever o que tenho de mais valioso: minha essência. É estranho perceber como as prioridades mudam quando se está na iminência de perder algo que realmente tem valor e que, no meu caso, é a autoestima. O ano novo será o melhor da minha vida!


Exercitar a intuição é algo essencial. Talvez eu pudesse ajudá-la de alguma forma antes. É incrível o quanto temos o ‘costume’ de dar valor para o que tem valor somente quando o perdemos. O tempo é veloz e talvez seja tarde...


E você, quais são suas expectativas? O que pode começar a fazer para tornar seu sonho uma realidade, e suas atitudes em algo concreto? Cada pessoa tem seu jeito de ser e de encarar a vida, seu temperamento e, especialmente, a forma de sentir-se amada, não é?


Veja este caso: A esposa reclamava que há muito tempo seu marido não dizia que a amava, o que a chateava profundamente e até a fazia pensar que realmente o sentimento não existia mais. Ela, uma pessoa sensível, tinha necessidade de ouvir palavras de afirmação para sentir-se amada. Ele, muito prático, pragmático e, como já havia dito um dia que a amava, não via necessidade alguma de dizer isto novamente, já que nada havia mudado. Por outro lado, sentia-se profundamente amado por sua esposa porque ela a servia em suas necessidades, cuidava dele, cozinhava muito bem, tratava seus filhos da melhor maneira possível.. Logo, ele se sentia amado através de formas de servir.



Não sei de que forma você se sente amado, porém enquanto não se tratar com amor, não será possível transformar seus propósitos em atitudes para o novo ano. Quanto mais próximo de sua essência estiver e quanto mais consciência tiver do seu valor e de que, sim, ele pode se perder em meio à sua história de vida por algum motivo – mais possibilidades terá de realizar seus sonhos, com convicção, força e certeza de que merece o melhor!



Márcia Ribas -graduada em Comunicação Social e autora do livro “Olhar Avesso - Quando a vida é vista de dentro para fora” pela Editora Canção Nova.
instagram: @marciaribasoficial
página facebook: marciaribasklais

Cuidados ao receber remédios em domicílio





Os brasileiros estão consumindo cada vez mais medicamentos. O País está entre os seis maiores mercados farmacêuticos do mundo, segundo dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Mas não basta ter acesso. É preciso fazer o uso correto para obter os melhores resultados. Alguns remédios requerem cuidados específicos para que não percam a eficácia. Por isso, o paciente deve se atentar para a conservação, do contrário, o tratamento pode ser comprometido.

O IBPT estima que o faturamento das farmácias e drogarias atinja R$ 54,18 bilhões, em 2015. Tudo isso em consequência do aumento do consumo de medicamentos. Segundo o Instituto, o acesso à informação, a expansão dos usuários de planos e de seguros privados de saúde, os aumentos no uso da rede pública, entre outros aspectos, estimularam as pessoas a procurarem por médicos, consultórios, unidades básicas de saúde, prontos-socorros e hospitais, gerando uma demanda maior destas drogas.

A 4BIO Medicamentos Especiais é um exemplo disso, a empresa expandiu suas vendas e cresce 50% ao ano desde que foi fundada, em 2005. Responsável pela distribuição de medicamentos de alto custo e desenvolvidos por biotecnologia para diversas especialidades, garante a qualidade dos remédios desde que saem da indústria até o momento da entrega para o paciente, sejam refrigerados ou não. “Orientamos por telefone no ato da compra. Todas as embalagens são validadas e enviamos instruções de como manipular e conservar o medicamento”, explica a farmacêutica da 4BIO, Maristela Siqueira. Para isso, a companhia investe na qualidade logística e também na inovação. Um exemplo é a implantação de chips nas embalagens para controlar a temperatura durante o transporte.

Contudo, todo o cuidado da empresa será inútil se o paciente não manusear os remédios corretamente ao recebê-los. Por isso, Maristela destaca alguns procedimentos básicos:

Medicamentos refrigerados
• Devem ser retirados da caixa de isopor ou bolsa térmica e mantidos na caixa do fabricante ou laboratório
• Manter em temperatura entre 2°C a 8°C em geladeira
• Armazenar no centro da geladeira (prateleiras do meio) e separados de alimentos e bebidas
• Nunca colocar o medicamento na porta da geladeira, congelador ou gavetas

Medicamentos não refrigerados
• Manter em temperatura ambiente (entre 15° e 30°)
• Devem estar protegidos de luz, calor e umidade
• Não guardar no banheiro ou cozinha, devido a umidade e calor destes ambientes
• Não congelar

Seguindo corretamente as orientações do médico e tomando os cuidados necessários com os remédios, o tratamento será ainda mais bem sucedido.

1.8 bilhão de pessoas continuam bebendo água potável sem proteção contra a contaminação por fezes

No âmbito do Dia Mundial do Banheiro, a Fundação We Are Water, uma iniciativa da Roca, alerta para a falta de acesso de milhões de pe...