Pesquisar Blog Jornal da Mulher

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Mulher de 115 anos renova a Carteira de Identidade para provar que está viva ao INSS





Na semana em que se comemora o Dia do Idoso (nesta quinta, 1/10), Dona Dita foi ao Poupatempo Pindamonhangaba para tirar a segunda via do RG.


Aos 115 anos, dona Maria Benedita Pereira da Silva saiu da sua casa no bairro Santa Luzia, em Aparecida, no interior de São Paulo, e foi até a unidade do Poupatempo em Pindamonhangaba para renovar sua cédula de identidade. Ela precisou renovar o documento para comprovar ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) que está viva para continuar recebendo a aposentadoria. O RG antigo foi tirado quando ela tinha 60 anos de idade, ou seja, há 55 anos.

Nascida no dia 9 de agosto de 1900, dona Dita, como é mais conhecida, é considerada uma das mulheres mais idosas do Brasil, mas goza de boa saúde.  Apesar de ter nascido bem depois da abolição dos escravos, dona Benedita chegou a ser vendida pelo antigo patrão, segundo a nora Lucimara Conceição Bento, de 45 anos, que a acompanhou na troca do documento.

Em entrevista a uma emissora de TV, ela disse que o que mais gosta na vida é de ‘usar um vestido bonito'. Como o ano do seu nascimento é o último do século 19, ela está no terceiro século de vida e acompanhou duas guerras mundiais e oito trocas de moedas brasileiras.

Dona Dita é uma das 117 pessoas com mais de 100 anos que tiraram a segunda via da carteira de identidade entre janeiro e julho este ano. Além da prova de vida perante a Previdência Social, outro motivo que leva idosos a providenciar a segunda via do RG é a necessidade de resolver questões referentes a imóveis e instituições financeiras. Para evitar fraudes, bancos exigem documentos atualizados - com menos de dez anos - e em bom estado de conservação.

Dados do Poupatempo mostram que 137 mulheres e 69 homens com mais de cem anos pediram a segunda via do RG em 2014. Nos primeiros seis meses de 2015, foram 80 mulheres e 37 homens. De janeiro de 2013 a julho de 2015, 17.149 pessoas com idade entre 90 e 100 anos tiraram novo RG. No mesmo período, foram 162.126 pessoas com idade entre 80 e 90 anos.

2ª edição da Caminhada Laço Rosa estimula a detecção precoce do Câncer de Mama





Idealizada pela 3M, Campanha Laço Rosa destinará parte da venda de produtos Scotch-Brite MR na cor rosa para o Hospital da Mulher da Unicamp (CAISM), em Campinas

Realizada pela Prefeitura de Campinas, no interior paulista, com apoio da 3M do Brasil e da Unimed Campinas, a 2ª edição da Campanha Laço Rosa, começa em outubro. A iniciativa é inspirada no movimento mundial Outubro Rosa e tem como objetivo apoiar e incentivar a realização de exames preventivos para o diagnóstico precoce do Câncer de Mama, segundo tipo mais frequente da doença no mundo.

A Campanha Laço Rosa prevê a destinação de parte da venda de produtos da marca Scotch-BriteMR na cor rosa (panos, esponjas, luvas e rolos adesivos) para o Hospital da Mulher da Unicamp (CAISM). O dinheiro será utilizado para a compra de um bisturi eletrônico. O equipamento reduz o tempo de uma cirurgia, garantindo o acesso mais fácil a determinados locais cirúrgicos e o controle do sangramento – reduzindo, assim, a perda de sangue e os riscos ao paciente.

A programação conta ainda com a Caminhada Laço Rosa, que será realizada no dia 25 de outubro, às 8h na Praça Arautos da Paz, em Campinas. A atividade tem o intuito de disseminar importância do apoio da família e amigos no combate tratamento do câncer de mama e na manutenção da autoestima para a superação da doença. Para participar, basta comprar uma camiseta da campanha – que custará R$ 15 – nos pontos de venda credenciados. Parte da arrecadação também será doada ao CAISM.

“Neste segundo ano da Campanha Laço Rosa, queremos sensibilizar as mulheres sobre a importância do apoio da família, da autoestima e superação do tratamento contra a doença. É uma causa muito importante já que o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres brasileiras”, afirma Emerson Mota, gerente de Branding e Comunicação da divisão de Cuidados com o Lar da 3M do Brasil.

De acordo com informações do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) anualmente mais de 50 mil mulheres no País são diagnosticadas com o câncer de mama.

A Campanha Laço Rosa terá ainda um hotsite (www.ameseecuidese.com.br) com dicas para manter a autoestima durante o tratamento, depoimentos de mulheres que superaram a doenças e informações sobre o câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce.

“Além de promover a conscientização sobre a doença e educar as mulheres sobre a importância de exames preventivos frequentes, iniciativas como esta nos ajudam a dar mais conforto às pacientes”, afirma Luís Sarian, diretor da Divisão de Oncologia do CAISM. A edição do ano passado resultou na aquisição de 11 cadeiras hospitalares. Para a primeira-dama de Campinas, Sandra Ciocci, “o objetivo desta campanha é conscientizar as mulheres da importância de se cuidar e cultivar a qualidade de vida”.

O CAISM

O CAISM é um hospital de referência para o ensino, pesquisa, extensão e assistência à saúde da mulher e do recém-nascido. Está inserido no complexo hospitalar da área de saúde da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e atende exclusivamente por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). No local, são atendidos casos de doenças mamárias e do aparelho genital, com destaque para doenças oncológicas, além de gestações de alto risco por doenças maternas e/ou fetais. Mais informações podem ser encontradas em www.caism.unicamp.br.

Sobre a 3M
Reconhecida como empresa líder em Pesquisa & Desenvolvimento, a 3M fornece milhares de produtos inovadores para diferentes mercados. Sua cultura de colaboração criativa inspira um fluxo intenso de tecnologias avançadas com o objetivo de tornar a vida melhor e mais fácil. Com US$ 31 bilhões em vendas globais no último ano, a 3M emprega aproximadamente 89 mil colaboradores no mundo e mantém operações em mais de 70 países. No Brasil, a companhia obteve faturamento bruto de R$ 3,3 bilhões em 2013, e conta com mais de 4 mil funcionários em sete unidades fabris localizadas nos estados de São Paulo e Amazonas. A 3M detém ainda o controle da Incavas, instalada no Rio Grande do Sul. Para mais informações, visite  www.3m.com.br ou o portal de inovação www.3minovacao.com.br.