Pesquisar este blog

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Petz promove campanha de doação de sangue para cães neste fim de semana



Ação ocorre sábado (25) na unidade Marginal Tietê, das 18h às 20h, e domingo (26) no Centro Veterinário 24h do Pacaembu, das 9h às 16h        

 
Cães também podem doar sangue. Por isso, a Petz, em parceria com a Sanimvet, promove, neste fim de semana, uma campanha para arrecadar bolsas de sangue em duas de suas unidades. Sábado, dia 25 de novembro, a coleta ocorre na Petz Marginal Tietê 24h, das 18h às 20h, enquanto no domingo, dia 26 de novembro, no Centro Veterinário 24h da rede no Pacaembu, das 9h às 16h. “A captação de sangue é muito difícil no segmento pet. Por isso os estoques estão sempre baixos. Deste modo, a participação da população é fundamental para contribuir com a saúde dos pets, principalmente os que estão em estado terminal”, alerta a veterinária Karina Mussolino, gerente técnica de clínicas da Petz e coordenadora da ação. 

Para participar da campanha de doação de sangue na Petz, os cães precisam ter entre 1 a 7 anos de idade, pesar no mínimo 25 quilos, estar saudáveis, com vacinação, vermifugação, além do controle de carrapatos e pulgas em dia. Também é necessário que apresentem temperamento dócil. “O processo tem duração média de 30 minutos. Primeiro é feito exame prévio em uma amostra e, em seguida, a coleta. Todo o serviço é realizado dentro de uma van, especialmente adaptada, que funciona como uma espécie de clínica veterinária ambulante. Os tutores podem permanecer ao lado de seus bichinhos de estimação para acompanhar toda coleta”, explica a veterinária, lembrando que, após este fim de semana, a coleta de sangue promovida pela Petz continua ocorrendo no Centro Veterinário 24h do Pacaembu todo último domingo de cada mês, também das 9h às 16h.     


Serviço
Campanha de Doação de Sangue na Petz
Petz Marginal Tietê 24h
Endereço: Av. Presidente Castelo Branco, 1795   
Telefone: (11) 2181-7380
Quando: 25 de novembro 
Horário: das 18h às 20h


Centro Veterinário 24h da Petz
Endereço: Av. Pacaembu, 1140
Telefone: (11) 2181-7480 / 2609-2519
Quando: 26 novembro 
Horário: das 9h às 16h




Projeto promove feira de adoção de cães e gatos no Itaim Bibi




O Projeto Amor de Pet, iniciativa que resgata, vacina e abriga animais em situação de risco, promove neste sábado, 25/11, das 10h às 17h, uma feira de adoção de cães e gatos. O evento, com entrada gratuita, ocorre no estacionamento da Loja Alcaçuz no Itaim Bibi (Rua Dr. Mário Ferraz, 515). No total, serão cerca de 30 cãezinhos e 8 gatos para adoção – todos devidamente vacinados e castrados – de portes, origens e idades variadas. Além da adoção dos pets, serão vendidos biscoitos orgânicos e funcionais, chaveiros exclusivos, bandanas para cães, canecas, ecobags, camisetas, trufas, brownies e brigadeiros com renda revertida para o Projeto Amor de Pet. Criado em setembro de 2017, o Projeto Amor de Pet é uma iniciativa da psicóloga, Natércia Tiba, e da protetora independente há 14 anos, Nathalia Moreno. Mais informações em Facebook: /projetoamordepet - Instagram: @projetoamordepet ou pelo e-mail: projetoamordepet@gmail.com




25 de novembro: Dia Nacional do Doador de Sangue



Doações de sangue têm queda no fim do ano

ABHH levanta a necessidade de se doar sangue em meio às festividades de final de ano, quando a necessidade de doações aumenta, porém o número de doadores diminui


        Com a proximidade do Dia Nacional do Doador de Sangue, comemorado em 25 de novembro, a Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) chama a atenção da população brasileira para a importância da doação de sangue regular e voluntária no País, como forma de salvar e garantir a manutenção da vida de pessoas que necessitam de transfusões contínuas.

       O índice de doação de sangue tende a cair expressivamente no fim do ano. A necessidade de transfusões torna-se maior por conta do aumento no número de acidentes, porém o número de doadores é menor, já que muitos utilizam os feriados e folgas para viajar e aproveitar o período de festas.

      “Por esse motivo, é extremamente necessário conscientizar a população para a opção de doar periodicamente e não somente em situações de urgência ou emergência. Infelizmente, ainda não se estabeleceu, no Brasil, a cultura de doação de sangue, e o número de doadores (1,8%), por mais que esteja dentro dos parâmetros, ainda não alcança a média de 3% estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”, aponta Dimas Tadeu Covas, presidente da ABHH.


Requisitos
 
         Ele explica que a doação de sangue deve ser realizada com intervalo mínimo de 60 dias para homens e 90 dias para as mulheres. Assim, é possível doar sangue até quatro vezes por ano para os homens e três para as mulheres. Os intervalos são diferentes devido à reposição dos estoques de ferro, que nas mulheres é mais demorada por conta das perdas durante os ciclos menstruais.

Pessoas saudáveis, com idade entre 16 e 69 anos e peso acima de 50 quilos podem doar sangue, basta comparecer a um posto munido de documento original com foto. “Para doar, é necessário estar descansado e não ter praticado atividades físicas intensas pelo menos cinco horas antes. Em relação à alimentação, é preciso estar bem nutrido, com refeições leves e sem gordura. Além disso, é proibido o consumo de bebidas alcoólicas até 24 horas antes da doação”, pontua o presidente.


Incentivo à doação nas redes sociais
 
O sangue é insubstituível. Até hoje não foi possível criar em laboratório nenhum tipo de medicamento ou substância que seja capaz de fazer suas funções e a única forma de obtê-lo é por meio da doação. Doar é um ato altruísta que não afeta a saúde e ainda pode salvar vidas.

Dessa forma, durante toda a semana, a ABHH fará uma série de publicações especiais em suas redes sociais para incentivar a doação de sangue. Dicas, mitos e verdades e informações relevantes serão disseminadas por meio da hashtag #doesangueABHH.




Sobre a ABHH
 
A Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) reúne hematologistas e hemoterapeutas e tem como frentes de atuação o desenvolvimento educacional e científico dos especialistas. Filiada à Associação Médica Brasileira (AMB), a ABHH possui mais de dois mil associados.






Posts mais acessados